Este espaço foi pensado para trazer profissionais ligados as áreas da “Saúde e Bem Estar”. Diversos temas serão abordados e você, se quiser, poderá fazer pergunta para o especialista convidado e esclarecer suas dúvidas! 

 

O tema de hoje é “Transtorno de Ansiedade”, convidei a  psicóloga clínica Geysa Tonhetta  – Especialista em Terapia Comportamental para falar um pouquinho sobre  esse tema. Acompanhe a matéria, se tiver dúvida faça a sua pergunta pelo e-mail: contato@blogdajuli.com.br

 

Ansiedade é uma sensação de apreensão caracterizada por um conjunto de manifestações físicas como taquicardia, falta de ar, sudorese, desconfortos abdominais, agitação, formigamento nos membros, entre outros, que ocorrem de forma leve ou mais intensa. Sentimos ansiedade quando estamos diante de uma situação considerada ameaçadora. Diante disso, nosso corpo “dispara” essas sensações físicas com a finalidade de nos alertar sobre o perigo e, assim, buscarmos proteção.

 

Ou seja, a ansiedade é útil e natural na medida em que nos mostra situações aversivas a serem enfrentadas. Por exemplo, se um estudante tem uma prova na escola e por conta disso ele fica ansioso, provavelmente isso fará com que ele estude e, consequentemente, se saia bem na prova.

 

Atualmente, muitas pessoas se descrevem como ansiosas. Isso nos faz pensar que elas estão diante de situações ameaçadoras com grande frequência, sentindo ansiedade em muitos momentos ou apresentando quadros mais intensos como a síndrome do pânico, que é caracterizada por intensos ataques de ansiedade que ocorrem repetidas vezes. Nesse caso, falamos de uma ansiedade patológica, que necessita de cuidado profissional, já que uma ansiedade mais intensa pode causar impactos negativos na vida da pessoa, trazendo danos ao seu bem-estar geral, relacionamentos, trabalho, etc.

 

Os cuidados mais comuns são a psicoterapia, que ajuda a pessoa a desenvolver autoconhecimento e a identificar os eventos causadores de ansiedade e, a partir disso, criar estratégias para lidar com eles.

 

Um psiquiatra também pode colaborar através da prescrição de medicamentos que ajudam no controle da intensidade e freqüência dos sintomas. Nesse sentido a ciência vem fazendo descobertas interessantes em relação aos benefícios dos exercícios físicos, técnicas de meditação e relaxamento, acupuntura, entre outros.

 

A pergunta mais importante a se fazer é se a ansiedade que você sente é natural e momentânea ou  se você precisa dar mais atenção ao seu corpo e descobrir o que ela está querendo te mostrar.

 

 

Você tem alguma dúvida sobre “Transtorno de Ansiedade”? Envie sua pegunta para e-mail: contato@blogdajuli.com.br